26 de out de 2010

A Casa de Crepes

Olha aí a necessidade de planejamento descrita pelas palabras de quem entede:

A Casa de Crepes

Por  ABRAHAM SHAPIRO

O crepe é um quitute de origem francesa. Um tipo de panqueca feito à base de farinha de trigo, leite e ovos. A massa forma uma fina camada no fundo de uma frigideira pincelada com manteiga, e é geralmente servida depois de recheada com algum doce ou salgado.

Entrei numa casa de crepes dia desses. Eu passo ali em frente várias vezes na semana e já havia observado que há promoções demais anunciadas. Fui averiguar a razão de tantos apelos.

Assim que cheguei, tive a confirmação de que o negócio não vai bem. Mas lá estava eu. Queria ao menos experimentar o produto.

O cardápio prometia muito. Optei por um determinado recheio. A atendente não anotou o pedido. Vi tudo por meio disto. Ela não estava preparada para atendimento. Virou as costas e sumiu. Minutos depois, retornou dizendo que o queijo de minha escolha tinha acabado. Fiquei desapontado, pois as outras alternativas eram fracas.

Uma empresa agonizante é assim. E esta mal acaba de ser inaugurada.

Por que grande parte dos negócios nasce praticamente morta? É fácil responder. Trata-se da conjunção de vários fatores. O proprietário quase sempre não está pronto para o negócio - sabe pouquíssimo a respeito, mas investe uma pequena fortuna em máquina, equipamento, ponto comercial, ambiente e arquitetura. Emprega mão de obra inexperiente, não a capacita de acordo, faz uma divulgação ruim, e nunca nem sequer cogita contratar uma consultoria que defina seu posicionamento, as ações de comunicação e outras situações que consomem tempo e dinheiro demais para se aprender com a experiência. Aí inaugura - para desgraça e decepção dos futuros clientes.

Isto não é ser empreendedor. É ser teimoso. E em alguns casos é ser louco e ter ódio do próprio dinheiro. Tudo isso se constitui falha grave que impede de fazer certo as coisas certas e, assim, conseguir eficácia.

Passei em frente à bendita casa de crepes esta semana.... Agora há uma faixa anunciando pagode todas as noites. Com isso, pretendem atrair público consumidor. Nada contra pagodes, mas você já sabe no que vai dar esta fabulosa "ação de marketing", não é? Eu também sei. Vendas, com certeza, é o que não será.
______________________


Abraham Shapiro é consultor e coach de líderes. Sua filosofia de trabalho, em uma só palavra, é: simplicidade. Contatos: shapiro@shapiro.com.br ou (43) 8814 1473


Fonte: Blog Profissão Atitude

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado pela participação e volte sempre !!!